Luiz Fernando Veríssimo

E Tudo Mudou

 

E tudo mudou...
O rouge virou blush
O pó-de-arroz virou pó-compacto
O brilho virou gloss
O rímel virou máscara incolor
A Lycra virou stretch
Anabela virou plataforma
O corpete virou porta-seios
Que virou sutiã
Que virou lib
Que virou silicone
A peruca virou aplique, interlace, megahair, alongamento
A escova virou chapinha
"Problemas de moça" viraram TPM
Confete virou MM
A crise de nervos virou estresse
A chita virou viscose.
A purpurina virou gliter
A brilhantina virou mousse
Os halteres viraram bomba
A ergométrica virou spinning
A tanga virou fio dental
E o fio dental virou anti-séptico bucal
Ninguém mais vê...
Ping-Pong virou Babaloo
O a-la-carte virou self-service
A tristeza, depressão
O espaguete virou Miojo pronto
A paquera virou pegação
A gafieira virou dança de salão
O que era praça virou shopping
A areia virou ringue
A caneta virou teclado
O long play virou CD
A fita de vídeo é DVD
O CD já é MP3
É um filho onde éramos seis
O álbum de fotos agora é mostrado por email
O namoro agora é virtual
A cantada virou torpedo
E do "não" não se tem medo
O break virou street
O samba, pagode
O carnaval de rua virou Sapucaí
O folclore brasileiro, halloween
O piano agora é teclado, também
O forró de sanfona ficou eletrônico
Fortificante não é mais Biotônico
Bicicleta virou Bike
Polícia e ladrão virou counter strike
Folhetins são novelas de TV
Fauna e flora a desaparecer
Lobato virou Paulo Coelho
Caetano virou um chato
Chico sumiu da FM e TV
Baby se converteu
RPM desapareceu
Elis ressuscitou em Maria Rita?
Gal virou fênix
Raul e Renato,
Cássia e Cazuza,
Lennon e Elvis,
Todos anjos
Agora só tocam lira...
A AIDS virou gripe
A bala antes encontrada agora é perdida
A violência está coisa maldita!
A maconha é calmante
O professor é agora o facilitador
As lições já não importam mais
A guerra superou a paz
E a sociedade ficou incapaz...
.... De tudo.
Inclusive de notar essas diferenças.

 



Postado por: Sentada na Ponta da Lua às 11h04
| envie esta mensagem [link]



Lugares Proibidos
Helena Elis

 

Eu gosto do claro quando é claro que você me ama
Eu gosto do escuro no escuro com você na cama
Eu gosto do não se você diz não viver sem mim
Eu gosto de tudo, tudo que traz você aqui
Eu gosto do nada, nada que te leve para longe
Eu amo a demora sempre que o nosso beijo é longo
Adoro a pressa quando sinto
Sua pressa em vir me amar
Venero a saudade quando ela está pra terminar
Baby, com você já, já

 

Mande um buquê de rosas, rosa ou salmão
Versos e beijos e o seu nome no cartão
Me leve café na cama amanhã
Eu finjo que não esperava
Gosto de fazer amor fora de hora
Lugares proibidos com você na estrada
Adoro surpresas sem data
Chega mais cedo amor
Eu finjo que não esperava

 

Eu gosto da falta quando falta mais juízo em nós
E de telefone, se do outro lado é a sua voz
Adoro a pressa quando sinto
Sua pressa em vir me amar
Venero a saudade quando ela está pra terminar
Baby com você chegando já

 

http://annihilatormidis.com/Midis/Nacionais/Adriana_Calcanhotto/Lugares_Proibidos_(Helena_Elis).mid



Postado por: Sentada na Ponta da Lua às 16h56
| envie esta mensagem [link]



Eros e Psiquê

Eros e Psiquê


Conta a lenda que dormia
uma Princesa encantada
A quem só despertaria
Um Infante, que viria
De além do muro da estrada

 

Ele tinha que, tentado,
Vencer o mal e o bem,
Antes que, já libertado,
Deixasse o caminho errado
Por o que à Princesa vem.

 

A Princesa adormecida,
Se espera, dormindo espera,
Sonha em morte a sua vida,
E orna-lhe a fronte esquecida,
Verde, uma grinalda de hera.

 

Longe o Infante, esforçado,
Sem saber que intuito tem,
Rompe o caminho fadado,
Ele dela é ignorado,
Ela para ele é ninguém.

 

Mas cada um cumpre o Destino -
Ela dormindo encantada,
Ele buscando-a sem tino
Pelo processo divino
Que faz existir a estrada.

 

E, se bem que seja obscuro
Tudo pela estrada fora,
E falso, ele vem seguro,
E vencendo estrada e muro,
Chega onde em sono ela mora,

 

E, inda tonto do que houvera,
À cabeça, em maresia,
Ergue a mão, e encontra hera,
E vê que ele mesmo era
A Princesa que dormia.

 

Fernando Pessoa



Postado por: Sentada na Ponta da Lua às 16h52
| envie esta mensagem [link]



Alguns poemas meus, antigos...

Traços

Ana €!¡sa
 

 

Procurar nos meus sonhos...Tua tez
Teus lábios...
Tua nuca, onde me perder em beijos é fácil...
Rápido.
 

Tua boca ávida...
Teu tórax arfante e inflamado...
Desejos...
De vontades.
Tua pele arrepiada...
Teus sussurros e murmúrios.
 

Procurando na memória...
Traços de paixão...
Intensa...
Forte e cúmplice.
Traços que permanecem incrustados...
Como se fossem marcados a ferro e fogo
Que o tempo não apaga...
Não deixa esquecer
Que vive...a cada traço de memória
Um fechar de olhos.
 

Paixão desmedida...
Amor cúmplice.
 

E mesmo que se passem anos e anos...
Viverá em mim, e eu em você.
Esse sentimento intenso...
Amor puro...

 

 

 

Sorvi você

 

Ontem fui dormir...mais uma vez sozinha
Tentando encontrar teus braços ao meu redor
Tuas mãos tão invasoras e fortes em mim
Teu corpo...que sua...que invade
Tua boca que adora explorar minha pele
O corpo que gruda
Que sonha
Perdem-se nos atalhos do meu corpo.
 

Sozinha em meus lençóis
Procurei tuas mãos...Soltas...perdidas
Trouxe aos meus lábios
Lambi tua palma
Sussurrei ternura e tesão
Pedi calafrios
Passeei com ela por mim...
Deixando que sentisse minhas vontades.
 

Olhei nos teus olhos
Estavam fixos, esperando meu próximo passo...
Cheguei mais perto...
Tomei para mim, teus lábios...
Sorvi tua saliva
Prendi tua língua...
Lambi tua boca.
Aproximei mais meu corpo do teu...
Teu corpo teso...

Forte
Ávido
Assim te encontrei...
Assim me permiti te tomar...absorver
Não te dei limites
Não impus condições
Entreguei-me a você

Total.

Teu corpo respondia...teso..suado...aflito
Querendo mais e mais
Te dei tudo...até o que não pediu
Te dei minha alma.
 

Amor verdadeiro.


16-12-2005

 

 

Elegante
Ana €!¡sa

 

Quando você chegou assim de repente
Tempestuoso
Elegante
Vibrante
Incrível loucura entre homem e poder.
De força oculta
De paixão violenta
Mesclando fogo e desejo.
 

O chão em que pisava...desapareceu
As paredes estreitaram
Um calor quase insuportável instalou-se.
Teus olhos prenderam os meus numa teia
Incapaz de resistir
Rendi-me a você
Tua volúpia
Teu desejo invasor.
 

Homem de porte altivo...
Intensamente elegante.
 

Tua boca sussurrava palavras...Doces...sensuais
Atrevidas.
Fortes e desprovida de cuidados.
 

E permanecias elegante.
 

Inerte
Prostrei-me ante tua boca
Quase desfalecida ao teu toque em mim.
Prendendo minhas mãos...
Fez passeá-las em você
Teu corpo tremia e gemia de prazer
Minhas mãos...Tornaram-se mais ousadas
Mais leves
Mais afoitas
Aflitas.
 

E mesmo assim, continuavas elegante.
 

Virou-se...
Tirou minha roupa...Lenta e com ousadia
A cada toque, insinuava o desejo...
Conhecedor do poder que tem sobre mim.
Os dedos tremiam e queriam
Passeavam
Ousados e abusados.
 

Em fogo...te cobri de beijos
Passeei as mãos em você...
A língua sentindo o gosto da tua pele
O cheiro exalado dos teus poros
O desejo em fogo
Vibrante
 

E mantinha-se elegante.
 

Por um instante...
Desfez sua postura altiva
Sucumbiu ao desejo
Apertou com ânsia o corpo que te pertence
E elegantemente me fez tua.

 

O homem fogo e força...
Se fez desejo e paixão
E, com toda elegância do momento...
Amou mais uma vez!!



Postado por: Sentada na Ponta da Lua às 08h16
| envie esta mensagem [link]



.:: Olhando Estrelas ::.


UOL









.:: E-mail ::.

E-mail


Imagens, textos, poemas e poesias são copiados da Net, respeitando-se os autores... Se algum texto ou imagem estiver sem e você souber a autoria, escreva e serão creditados...
Obrigada...
ð¡n



.:: Outros ::.










.:: Histórico ::.

24/05/2009 a 30/05/2009
10/05/2009 a 16/05/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
26/04/2009 a 02/05/2009
19/04/2009 a 25/04/2009
01/03/2009 a 07/03/2009
22/02/2009 a 28/02/2009
15/02/2009 a 21/02/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
01/02/2009 a 07/02/2009
25/01/2009 a 31/01/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
11/01/2009 a 17/01/2009
04/01/2009 a 10/01/2009
28/12/2008 a 03/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
14/12/2008 a 20/12/2008
07/12/2008 a 13/12/2008
30/11/2008 a 06/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
16/11/2008 a 22/11/2008
09/11/2008 a 15/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
12/10/2008 a 18/10/2008
05/10/2008 a 11/10/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
21/09/2008 a 27/09/2008
14/09/2008 a 20/09/2008
07/09/2008 a 13/09/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
24/08/2008 a 30/08/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
10/08/2008 a 16/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
29/06/2008 a 05/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
15/06/2008 a 21/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
04/05/2008 a 10/05/2008
20/04/2008 a 26/04/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
16/03/2008 a 22/03/2008
02/03/2008 a 08/03/2008
17/02/2008 a 23/02/2008
10/02/2008 a 16/02/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
27/01/2008 a 02/02/2008
20/01/2008 a 26/01/2008



.:: Links de Poemas e Poesias ::.

Ana €!¡sa Poes¡as
Simplesmente Ana...
Þarte ðe M¡m
Simples Ana
ð¡n
Blog do Serelepe
Juliana Poesias
Blog de Pensamento Liberal
Pensamento Liberal


.:: Links de Músicas ::.

†Annihilator†
Tempestade®Music



Que importa se a distância estende entre nós léguas e léguas
Que importa se existe entre nós muitas montanhas?
O mesmo céu nos cobre
E a mesma terra Iiga nossos pés.
No céu e na terra é tua carne que palpita
Em tudo eu sinto o teu olhar se desdobrando
Na carícia violenta do teu beijo.
Que importa a distância e que importa a montanha
Se tu és a extensão da carne
Sempre presente?

Drumond



Prece Irlandesa

"Que a estrada se abra à sua frente,
Que o vento sopre levemente em suas costas,
Que o sol brilhe morno e suave em sua face,
Que a chuva caia de mansinho em seus campos,
E, até que nos encontremos de novo...
Que Deus lhe guarde nas palmas de tuas mãos!"



 



UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis


...meu destino é ser tua
hoje eu sei disso...
descobri
no exato momento
do teu toque...



.:: Votação ::.

Dê uma nota para meu blog

.:: Indicação ::.

Clique aqui para me indicar




XML/RSS Feed
Leia este blog no seu celular



.:: Poema ::.


Nas asas de um ANJO
Ana €!¡sa


"-EU AMO VOCÊ..."

Tantas vezes me perdi em imaginar tua boca
Teu olhar...
Sussurros e gemidos no meu ouvido
Falando desse amor tão nosso.

"-Quero ser tanto para ela, estar presente o tempo todo...
cuidar dela...amá-la loucamente, que a possibilidade de não acontecer me assusta "

Nossos sonhos ultrapassam as barreiras da legalidade
Desaparece no querer estar junto
Nos permitimos estar separados...
Protegidos sob as asas de um ANJO
Conduzidos por esse amor que nos prende.
Nos preenche.

"-EUTEAMO"

Imunes??
Não estamos...
Estamos sozinhos nessa torrente de sentimentos
Louca paixão...
Fulminante e fascinante.
-te amo demais

"-eu sei disso......e tb sinto o mesmo"

Torrente de desejos...
Permitido a poucos.

"-sei que não acontece para qqer um, temos até que agradecer a Deus
por nos dar essa oportunidade de amar assim,
pena não ter sido num momento melhor"

-eu agradeço, todos os dias, desde q te conheci...o Homem q vc é...
-foi mágico... único.

"-Temos que aprender a superar ou a suportar"

Os sonhos não podem e nem devem ser superados...
Suportar as dificuldades...
Enfrentar as tempestades...
Sorrir e permitir as calmarias
Repor as energias.
Ter pensamentos perdidos...
Encontrá-los um no outro.

"-precisando muito de vc"

Dê-me força...te dou tempo
Esperanças...te dou minha vida
Protegida sob asas...
Amada sob asas
De um ANJO.



.:: Créditos ::.

.:: Layout: Thomoeda ::.



Todos os direitos
reservados ©
___________