Colo

 

Pra dar colo é preciso pegar no colo? Nem sempre.
Há pessoas que dão colo com as palavras,
com o que elas carregam e transmitem.
Elas reconfortam sem presença física,
estando, apesar disso, presentes.
É possível se dar a alguém, ser importante, fazer importante,
às vezes mesmo com um gesto aparentemente banal.
Estamos atravessando uma era em que as pessoas
se encontram muito mais profundamente que antes.
Elas se acarinham, se amam, se sustentam, amenizam a solidão
e ajudam a curar feridas e secar lágrimas.
Distância? Não existe! Não é bem assim, ela existe,
mas não percebemos. Eu estou aqui e estou aí ao mesmo tempo,
da mesma maneira como meus amigos estão
em toda parte e dentro de mim.
A gente só alcança o que não está perto??

 

Letícia Thompson



Postado por: ð¡n às 13h33
| envie esta mensagem [link]



Virtual

 

Nunca te vi,
Não conheço o teu corpo,
Mas eu te sinto
Mesmo que estejas longe.
Não me olhei ainda
Na luz dos teus olhos
E nem provei
O gosto da tua boca.
Mas eu te quero,
Mesmo sabendo
Que nunca te terei.
Não experimentei o teu toque
E nem sequer te acariciei,
Mas sinto o teu perfume no ar.
Sucumbi à tua sedução,
Mesmo sabendo
Que nunca te encontrarei.
Nosso amor é só virtual,
Mas não faz mal,
Pois alma é mais do que corpo.
E, se não te tenho ao meu lado,
Que o vento sussurre para ti
Minhas palavras de carinho.
Quero também que ele diga
Que alguém te ama
Do jeito que mais sabe,
Com tudo o que é capaz.
E se pensares no amor,
E em tudo o que ele traz,
De felicidade, na vida,
Ora, isso não é nada,
Pois te amo muito mais!
Alma é mais do que corpo.
E minha alma seguirá
Sempre amando a tua,
Mesmo que nossos corpos
Nunca possam se encontrar.
Mas chegará o momento,
Por alma ser mais que corpo,
Que seremos só uma alma,
Um coração
E um só pensamento!

 

C. Almeida Stella



Postado por: ð¡n às 13h25
| envie esta mensagem [link]



 

 É preciso não esquecer nada:
nem a torneira aberta
nem o fogo aceso,
nem o sorriso para os infelizes
nem a oração de cada instante.
É preciso não esquecer de ver a nova borboleta
nem o céu de sempre.
O que é preciso é esquecer o nosso rosto,
o nosso nome,
o som da nossa voz,
o ritmo do nosso pulso.

 

O que é preciso esquecer é o dia carregado de atos,
a idéia de recompensa e de glória.

 

O que é preciso é ser como se já não fôssemos,
vigiados pelos próprios olhos
severos conosco, pois o resto não nos pertence.

 

 Cecília Meireles



Postado por: ð¡n às 14h02
| envie esta mensagem [link]



Canção na plenitude

Que te posso dar é mais
que tudo o que perdi:
dou-te os meus ganhos.
A maturidade que consegue rir
quando em outros tempos choraria,
busca te agradar
quando antigamente quereria
apenas ser amada.
Posso dar-te
muito mais do que beleza
e juventude agora:
esses dourados anos
me ensinaram a amar melhor,
com mais paciência
e não menos ardor,
a entender-te
se precisas,
a aguardar-te quando vais,
a dar-te regaço de amante
e colo de amiga,
e sobretudo força
- que vem do aprendizado.
Isso posso te dar:
um mar antigo e confiável
cujas marés
- mesmo se fogem -
retornam,
cujas correntes ocultas
não levam destroços,
mas o sonho interminável das sereias.

 

Lya Luft



Postado por: ð¡n às 14h00
| envie esta mensagem [link]



 

No fim tu hás de ver que as coisas mais leves são as únicas
que o vento não conseguiu levar:
um estribilho antigo
um carinho no momento preciso
o folhear de um livro de poemas
o cheiro que tinha um dia o próprio vento...

 

 Mario Quintana



Postado por: ð¡n às 13h57
| envie esta mensagem [link]



 

...vc, meu sol...girassol...

te amo...



Postado por: ð¡n às 12h11
| envie esta mensagem [link]



...alguma coisa então pára, as coisas param...”

“Deixa eu te dizer ...
você cresceu em mim de um jeito completamente insuspeitado,
assim como se você fosse apenas uma semente
e eu plantasse você esperando ver nascer uma plantinha qualquer,
pequena, rala, uma avenca, talvez samambaia, roseira, mas nunca,
em nenhum momento essa coisa enorme que me obrigou
a abrir todas as janelas, e depois as portas,
e pouco a pouco derrubar todas as paredes
 e arrancar o telhado...”

 

Caio Fernando de Abreu



Postado por: ð¡n às 12h10
| envie esta mensagem [link]



 

"Não diz nada, você não diz nada.

Apenas olha para mim, sorri.

Quanto tempo dura?

Faz pouco despencou uma estrela e fizemos, ao mesmo tempo e em silêncio, um pedido, dois pedidos. Pedi para saber tocá-lo.

Você não me conta seus desejos.

Sorri com os olhos, com a mesma boca que mais tarde, um dia, depois daqui, poderá me dizer: não.

Há uma espécie de heroísmo então quando estendo o braço, alongo as mãos, abro os dedos e brota. Toco.

Perto da minha a boca se entreabre lenta, úmida( ... )os dentes se chocam, leve ruído, as línguas se misturam.

Naufrago em tua boca, esqueço, mastigo tua saliva, afundo.

Escuridão e umidade, calor rijo do teu corpo contra a minha coxa, calor rijo do meu corpo contra a tua coxa.

Amanhã não sei, não sabemos."

 

Caio Fernando Abreu



Postado por: ð¡n às 11h41
| envie esta mensagem [link]



Fragmentos...

 

"(...) E quando um rapaz e uma moça dessas se encontram,
 seja por um momento ou por horas, tanto faz,
mas por algum motivo, não importa,
 eles não querem se separar..."

 

"(...).O cheiro do teu corpo persiste no meu durante dias...
Guardo, preservo, cheiro o cheiro do teu cheiro grudado no meu.
E basta fechar os olhos pra naufragar outra vez e cada vez mais fundo na tua boca(...)”


Caio Fernando de Abreu



Postado por: ð¡n às 13h32
| envie esta mensagem [link]



...estou nas tuas mãos...aproveite-se de mim...



Postado por: ð¡n às 13h25
| envie esta mensagem [link]



.:: Olhando Estrelas ::.


UOL









.:: E-mail ::.

E-mail


Imagens, textos, poemas e poesias são copiados da Net, respeitando-se os autores... Se algum texto ou imagem estiver sem e você souber a autoria, escreva e serão creditados...
Obrigada...
ð¡n



.:: Outros ::.










.:: Histórico ::.

24/05/2009 a 30/05/2009
10/05/2009 a 16/05/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
26/04/2009 a 02/05/2009
19/04/2009 a 25/04/2009
01/03/2009 a 07/03/2009
22/02/2009 a 28/02/2009
15/02/2009 a 21/02/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
01/02/2009 a 07/02/2009
25/01/2009 a 31/01/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
11/01/2009 a 17/01/2009
04/01/2009 a 10/01/2009
28/12/2008 a 03/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
14/12/2008 a 20/12/2008
07/12/2008 a 13/12/2008
30/11/2008 a 06/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
16/11/2008 a 22/11/2008
09/11/2008 a 15/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
12/10/2008 a 18/10/2008
05/10/2008 a 11/10/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
21/09/2008 a 27/09/2008
14/09/2008 a 20/09/2008
07/09/2008 a 13/09/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
24/08/2008 a 30/08/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
10/08/2008 a 16/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
29/06/2008 a 05/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
15/06/2008 a 21/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
04/05/2008 a 10/05/2008
20/04/2008 a 26/04/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
16/03/2008 a 22/03/2008
02/03/2008 a 08/03/2008
17/02/2008 a 23/02/2008
10/02/2008 a 16/02/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
27/01/2008 a 02/02/2008
20/01/2008 a 26/01/2008



.:: Links de Poemas e Poesias ::.

Ana €!¡sa Poes¡as
Simplesmente Ana...
Þarte ðe M¡m
Simples Ana
ð¡n
Blog do Serelepe
Juliana Poesias
Blog de Pensamento Liberal
Pensamento Liberal


.:: Links de Músicas ::.

†Annihilator†
Tempestade®Music



Que importa se a distância estende entre nós léguas e léguas
Que importa se existe entre nós muitas montanhas?
O mesmo céu nos cobre
E a mesma terra Iiga nossos pés.
No céu e na terra é tua carne que palpita
Em tudo eu sinto o teu olhar se desdobrando
Na carícia violenta do teu beijo.
Que importa a distância e que importa a montanha
Se tu és a extensão da carne
Sempre presente?

Drumond



Prece Irlandesa

"Que a estrada se abra à sua frente,
Que o vento sopre levemente em suas costas,
Que o sol brilhe morno e suave em sua face,
Que a chuva caia de mansinho em seus campos,
E, até que nos encontremos de novo...
Que Deus lhe guarde nas palmas de tuas mãos!"



 



UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis


...meu destino é ser tua
hoje eu sei disso...
descobri
no exato momento
do teu toque...



.:: Votação ::.

Dê uma nota para meu blog

.:: Indicação ::.

Clique aqui para me indicar




XML/RSS Feed
Leia este blog no seu celular



.:: Poema ::.


Nas asas de um ANJO
Ana €!¡sa


"-EU AMO VOCÊ..."

Tantas vezes me perdi em imaginar tua boca
Teu olhar...
Sussurros e gemidos no meu ouvido
Falando desse amor tão nosso.

"-Quero ser tanto para ela, estar presente o tempo todo...
cuidar dela...amá-la loucamente, que a possibilidade de não acontecer me assusta "

Nossos sonhos ultrapassam as barreiras da legalidade
Desaparece no querer estar junto
Nos permitimos estar separados...
Protegidos sob as asas de um ANJO
Conduzidos por esse amor que nos prende.
Nos preenche.

"-EUTEAMO"

Imunes??
Não estamos...
Estamos sozinhos nessa torrente de sentimentos
Louca paixão...
Fulminante e fascinante.
-te amo demais

"-eu sei disso......e tb sinto o mesmo"

Torrente de desejos...
Permitido a poucos.

"-sei que não acontece para qqer um, temos até que agradecer a Deus
por nos dar essa oportunidade de amar assim,
pena não ter sido num momento melhor"

-eu agradeço, todos os dias, desde q te conheci...o Homem q vc é...
-foi mágico... único.

"-Temos que aprender a superar ou a suportar"

Os sonhos não podem e nem devem ser superados...
Suportar as dificuldades...
Enfrentar as tempestades...
Sorrir e permitir as calmarias
Repor as energias.
Ter pensamentos perdidos...
Encontrá-los um no outro.

"-precisando muito de vc"

Dê-me força...te dou tempo
Esperanças...te dou minha vida
Protegida sob asas...
Amada sob asas
De um ANJO.



.:: Créditos ::.

.:: Layout: Thomoeda ::.



Todos os direitos
reservados ©
___________